Literatura e o Limite: Antiliteratura, história e justiça em Haroldo de Campos